Representação em Brasília é o braço do governo na capital do País e órgão estratégico para o Estado

* Por Ricardo França

A Representação do governo do Acre em Brasília (Repac) é o braço do governo na capital do Brasil e tem a função de assessorar o governador, os secretários de estado e demais gestores governamentais com iniciativas que contribuem para a garantia de recursos para obras e serviços necessários para a população acreana. 

O trabalho inclui a prospecção de oportunidades, o acompanhamento, busca de soluções, articulações e demais medidas necessárias para viabilizar ações de interesse do Estado em Brasília como projetos, acordos de cooperação, operações de crédito e recursos de emendas parlamentares ao Orçamento Geral da União (OGU). 

Tudo com levantamento e análise de situação, solução de pendências, articulações para a liberação dos recursos e o acompanhamento da execução da iniciativa até a sua conclusão – que é a entrega da obra ou serviço e a correta prestação de contas aos órgãos competentes.  

Com a Representação na capital do País, o governo encurta distâncias, ganha agilidade e evita gastos com viagens de servidores para Brasília, o que ocorre em casos específicos, a critério do gestor.  Assim, a Repac se configura como órgão estratégico para o Estado, contribuindo para a obtenção de recursos e economia.   

Orçamento

O trabalho da Repac também inclui articulações junto à bancada de parlamentares federais do Acre visando à indicação de recursos para o Estado por meio de emendas parlamentares feitas anualmente ao Orçamento Geral da União (OGU), bem como para as respectivas liberações, além de apoios via legislação.   

Transparência 

Por orientação do governador Gladson Cameli, para ampliar a transparência da ação pública, a Repac criou e vem divulgando planilhas com as emendas dos deputados e senadores acreanos feitas ao OGU, ação realizada em parceria com os parlamentares. 

Divulgadas inicialmente via links, as planilhas estão disponíveis no site da Repac, na aba Convênios e Acompanhamentos (http://repac.acre.gov.br/emendas-parlamentares-ao-ogu/), e abrangem as emendas feitas em 2019, no OGU de 2020; efetuadas em 2020, no Orçamento de 2021; e indicadas em 2021, para o OGU de 2022. 

Fortalecimento

A prerrogativa das ações de governo é do governador e dos gestores dos órgãos  públicos estaduais. Cabe à Repac o suporte às demandas em Brasília. Isso exige que esteja preparada para atender às solicitações, antecipar-se aos problemas e oferecer soluções, sugestões e alternativas que otimizem as iniciativas governamentais. 

Já no início da gestão, em 2019, busquei fortalecer, otimizar, potencializar e  focar a atuação da Repac no cumprimento da sua função. Assim, a Repac atende ao governador e, também, aos secretários de estado e demais gestores, numa parceria baseada no diálogo, no amplo conhecimento das ações desenvolvidas pelo governo, na troca de informações e demais medidas necessárias ao melhor resultado.   

Parceria

Buscamos uma relação de parceria com a bancada  federal acreana, junto com quem temos conseguido recursos para diversas ações, desde ramais e segurança ao enfrentamento à pandemia do Coronavírus. Também ampliamos e fortalecemos o diálogo com o governo federal, onde sempre temos encontrado apoio aos pleitos do Acre. E assim ocorre com demais entes na defesa dos interesses do Estado. 

Sucesso

Estou certo de que a parceria em favor do Acre, junto com os gestores públicos do governo, a bancada federal, agentes públicos estaduais, federais e todos que nos ajudam, surtirá resultados cada vez melhores. Porque acredito que o sucesso de qualquer ação depende de todos os que com ela estão envolvidos. E o beneficiário direto desse trabalho é o povo acreano que, ao final, é para quem trabalhamos.  

* Ricardo França é o chefe da Representação do Governo do Acre em Brasília – Repac

Skip to content